Vereadores se reúnem com Secretária de Saúde

            Os Vereadores da Câmara Municipal de Porto Feliz participaram na manhã de quarta-feira, 31/10, de reunião com a Secretária Municipal de Saúde, Sra. Lívia Maria Figueiredo. A reunião foi convocada em atendimento ao Requerimento nº 97/2018, de autoria do Vereador Pascoal Laturrague, que considerou de extrema importância a presença da Secretária para prestar esclarecimentos referentes ao andamento dos trabalhos da referida Secretaria. Estiveram presentes os Vereadores José Antônio Queiroz da Rocha, Pascoal Laturrague e Roselene Maria de Souza dos Santos. Os demais Vereadores que não puderam comparecer à reunião foram representados por seus Assessores.

            Na ocasião, a Secretária respondeu a perguntas diversas dos presentes, a respeito da demora no atendimento dos pacientes no Município. Lívia informou que a Saúde é preparada para fornecer a chamada “Atenção Básica”, o que é estabelecido por Lei, sendo que atendimentos de média e alta complexidade são de alçada dos Governos Estadual e Federal. A Secretária informou também que muitas vezes, o Município acaba indo além do que é de seu alcance, exatamente em virtude da demora do Estado em atender a demanda.

 

sec saúde

A Secretária de Saúde do Município, Sra. Lívia Maria Figueiredo, durante reunião na Câmara Municipal. 

 

            Questionada sobre o agendamento de consultas, a Secretária informou que a Central de Vagas ainda não é informatizada, uma vez que a compra de equipamentos se encontra em fase de licitação e a previsão é que o início da implementação do sistema de informatização ocorra já em janeiro do próximo ano. No entanto, Lívia informou que não há mais perda de guias, o que já ocorreu em outros momentos. A Secretária se desculpou pelo ocorrido e informou que as guias, atualmente, estão sendo digitadas, exatamente a fim de coibir tais perdas.

CARDIOLOGIA    

            Outro ponto questionado pelo Vereador Pascoal foi referente às consultas cardiológicas. A Secretária informou ao Edil que não há demanda de prioridade no Município. No entanto, muitos dos exames solicitados pelos médicos – a exemplo do cateterismo – são exames de alta complexidade e, por isso, dependem de apoio do Estado e, devido à demora do mesmo em agendar tais exames, muitas vezes, a continuidade do tratamento torna-se morosa.

REALIZAÇÃO DE MUTIRÕES

            Em relação à realização de mutirões de atendimento, a Secretária informou que a Secretaria de Saúde realizou mais de 1000 mamografias no ano, além de ter comprado 5000 consultas oftalmológicas. Lívia informou também informou que a Santa Casa está realizando cirurgias pediátricas, vasculares e de catarata. Informou ainda também que, em relação às cirurgias ginecológicas, não há demanda não atendida.

geral 01

Vereadores e Assessores presentes em reunião com a Secretária Municipal de Saúde. 

 

 

RECLAMAÇÕES DE PACIENTES      

            Quando questionada sobre as reclamações de munícipes referentes ao mal- atendimento nos Postos de Saúde – com o descaso de funcionários e maus-tratos por parte dos médicos –, Lívia informou que existe grande interesse por parte da Secretaria em ter ciência dessas denúncias e sugeriu que os pacientes que se sentirem lesados procurem a Ouvidoria da Prefeitura a fim de denunciar tais agressões. Lívia informou também que a Secretaria de Saúde não poupa esforços para que os atendimentos sejam humanizados.

POSTO DA VILA ANGÉLICA

            Em relação à desativação do Posto da Vila Angélica, a Secretária informou que a unidade foi desativada em virtude da insegurança estrutural do local, que encontra –se extremamente comprometida – o que colocava em risco a integridade tanto dos funcionários quanto dos pacientes que utilizavam a referida Unidade. Lívia informou ainda que a locação de um imóvel para abrigar temporariamente o referido Posto seria inviável, uma vez que seriam necessárias adaptações físicas e sanitárias no local, o que teria um custo elevado. Além disso, a Secretária esclareceu que a reforma do Posto da Vila Angélica será efetuada em dois meses o que faz com que o mesmo possa ser reaberto já no início do próximo ano, e que todas as obras estão sendo realizadas tanto com recurso, quanto com pessoal próprio da Prefeitura (funcionários do Setor de Obras do Município).

TRANSPORTE DE PACIENTES

            Outro ponto questionado pelos presentes na reunião foi o transporte de pacientes para procedimentos em outros Município, uma vez que o horário de tais viagens é considerado “desumano”, uma vez que os pacientes (medicados e com a saúde debilitada) tem de, muitas vezes, aguardar o dia inteiro até que todos os pacientes sejam atendidos antes de retornar a Porto Feliz. A Secretária afirmou que estão sendo feitos estudos e planejamento de mudanças para aumentar a dignidade do transporte dos pacientes para as cidades próximas. A Secretária informou também que são transportados 1.800 pacientes por mês.

EXAMES DE RESSONÂNCIA   

            Questionada sobre a demora na realização dos exames de ressonância magnética, a Secretária esclareceu que a realização do exame é de responsabilidade do Estado, que oferece poucas vagas para o referido procedimento. Lívia explicou ainda que a Secretaria procura solucionar esses casos de outras formas, a exemplo dos casos ortopédicos, nos quais é solicitado ao ortopedista uma reavaliação do caso, além da possibilidade de inicialmente ser realizada uma tomografia afim de verificar se, apenas com a realização de tal exame, já seja possível estabelecer o diagnóstico do paciente e, com isso, o tratamento possa ser iniciado.

            Ao final da reunião, o Presidente da Casa, Vereador José Antônio Queiroz da Rocha, agradeceu a presença dos Vereadores e Assessores presentes, bem como dos funcionários da referida Secretaria presentes na reunião.

A próxima Sessão Ordinária será realizada no dia 05/11, às 20hs. Maiores informações poderão ser obtidas na Secretaria da Câmara.